1887
Research Articles Open Access
Like 0
This item has no PDF Download

Abstract

Um estudo realizado nos estados membros da União Europeia e na Noruega demonstra que nestes países, à excepção de dois, existia em Dezembro de 2000, uma vigilância nacional dos microorganismos resistentes aos antibióticos. Na Itália, Irlanda e Escócia, os sistemas foram estabelecidos muito recentemente (respectivamente em 1998, 1999 e 1999). Além disso, exceptuando a Irlanda e a Escócia, todos os países possuem um sistema nacional para a recolha de dados sobre o consumo de antibióticos, nomeadamente, desde 2000 na Áustria, Itália e Luxemburgo. Vários destes sistemas foram definidos após 1998, quando foram publicadas as recomendações da conferência europeia ‘A Ameaça Microbiana’ que decorreu em Copenhaga. Além disso, desde então, foram tomadas várias medidas: campanhas de educação dirigidas à população em Inglaterra e País de Gales, na Irlanda ou em França; a criação de comités encarregados especificamente da vigilância do consumo em Itália ou da prevenção da resistência na Bélgica ou na Irlanda; publicações das recomendações sobre a utilização correcta dos antibióticos na Áustria e Finlândia, etc.

Loading

Article metrics loading...

/content/10.2807/esm.06.01.00227-pt
2001-01-01
2017-11-20
http://instance.metastore.ingenta.com/content/10.2807/esm.06.01.00227-pt
Loading
Loading full text...

Full text loading...

/deliver/fulltext/eurosurveillance/6/1/art00227-pt.htm?itemId=/content/10.2807/esm.06.01.00227-pt&mimeType=html&fmt=ahah
Comment has been disabled for this content
Submit comment
Close
Comment moderation successfully completed
This is a required field
Please enter a valid email address
Approval was a Success
Invalid data
An Error Occurred
Approval was partially successful, following selected items could not be processed due to error