1887
Surveillance report Open Access
Like 0
This item has no PDF Download

Abstract

Até 1987, foi registada anualmente uma média de 20 000 casos de rubéola na Dinamarca. Em 1989, contudo, foram apenas notificados 1006 casos, desconhecendo-se a verdadeira incidência actual da infecção da rubéola na Dinamarca, mas considera-se que seja muito baixa e < 1 por 100 000 indivíduos da população. A diminuição significativa da incidência da rubéola espelha o sucesso da vacinação de mulheres seronegativas para a rubéola em idade reprodutora que foi iniciada na Dinamarca em 1980. A partir de 1982, o esquema de segurança da saúde nacional passou também a reembolsar a vacinação de crianças, e a vacina MMR foi introduzida no programa de vacinação da infância dinamarquês em 1987. A baixa incidência foi sustentável graças a estas intervenções, e desde 1994 que o síndrome de rubéola congénita e a rubéola na gravidez estão listados como doenças infecciosas de notificação na Dinamarca. Não obstante, e visando cumprir o objectivo da OMS de controlo da rubéola na Região, está agora em consideração a introdução da nofiticação notificação obrigatória de todos casos de rubéola diagnosticados laboratorialmente.

Loading

Article metrics loading...

/content/10.2807/esm.09.04.00458-pt
2004-04-01
2017-11-20
http://instance.metastore.ingenta.com/content/10.2807/esm.09.04.00458-pt
Loading
Loading full text...

Full text loading...

/deliver/fulltext/eurosurveillance/9/4/art00458-pt.htm?itemId=/content/10.2807/esm.09.04.00458-pt&mimeType=html&fmt=ahah
Comment has been disabled for this content
Submit comment
Close
Comment moderation successfully completed
This is a required field
Please enter a valid email address
Approval was a Success
Invalid data
An Error Occurred
Approval was partially successful, following selected items could not be processed due to error