1887
Surveillance report Open Access
Like 0
This item has no PDF Download

Abstract

Em 1993, foi registada uma grande epidemia de rubéola e síndrome de rubéola congénita (CRS) na Grécia. Neste artigo, descreve-se a epidemiologia da rubéola e CRS depois de 1993, utilizando-se informações provenientes de dados de vigilância e estudos e relatórios publicados. A incidência da rubéola desceu nitidamente depois de 1993, mas em 1999 foi registada uma epidemia mais pequena, principalmente em adultos jovens, tendo-se também registado quatro casos de CRS (4,0 por 100 000 nados vivos). Actualmente, uma proporção muito elevada da população infantil na Grécia está vacinada contra a rubéola, enquanto que os adolescentes apresentam uma cobertura inadequada (60 a 80% em diferentes estudos). Uma proporção significativa das mulheres em idade reprodutora é susceptível à rubéola (10 a 20% nas áreas urbanas). Tal poderá conduzir a epidemias locais ou mais disseminadas. Esta situação mostra que deve ser implementada uma política preventiva compreensiva.

Loading

Article metrics loading...

/content/10.2807/esm.09.04.00461-pt
2004-04-01
2017-11-20
http://instance.metastore.ingenta.com/content/10.2807/esm.09.04.00461-pt
Loading
Loading full text...

Full text loading...

/deliver/fulltext/eurosurveillance/9/4/art00461-pt.htm?itemId=/content/10.2807/esm.09.04.00461-pt&mimeType=html&fmt=ahah
Comment has been disabled for this content
Submit comment
Close
Comment moderation successfully completed
This is a required field
Please enter a valid email address
Approval was a Success
Invalid data
An Error Occurred
Approval was partially successful, following selected items could not be processed due to error