1887
Surveillance report Open Access
Like 0
This item has no PDF Download

Abstract

O objectivo deste artigo é de descrever a evolucão da sífilis infecciosa no Reino Unido (RU) e particularmente o estudo da epidemia de sífilis de Londres, a mais importante do RU até hoje. Analizou-se a vigilância de rotina dos dados provindo das clínicas de medicina genito-urinaria (genitourinary medicine, GUM), assim como os dados colhidos pelos sistemas reforçados de vigilância. Os diagnósticos de sífilis infecciosa aumentaram notávelmente entre 1998 e 2003, multiplicándo-se por 25 (de 43 diagnosticos a 1 028) em homens que tem relações sexuais com outros homens (HRSH), por 6 (de 138 a 860) em homens heterosexuais e triplicado para mulheres (de 112 a 338). Essa tendencia nacional ao aumento foi iniciada por uma serie de surtos locais, o primeiro ocorrido em 1997. Depois da identificação dos primeiros casos em 2001, 1 910 casos tem sido declarados em Londres. Numerosas coinfecções pelo VIH foram identificadas nos HRSH, sendo a maioria dos casos de etnia branca e nascidos no RU. Ao contrario, os pacientes heterosexuais eram mais frequentemente de etnia negra e nascidos fora do RU. A maior parte dos pacientes com sífilis foram infectados en Londres.

Loading

Article metrics loading...

/content/10.2807/esm.09.12.00497-pt
2004-12-01
2017-11-24
http://instance.metastore.ingenta.com/content/10.2807/esm.09.12.00497-pt
Loading
Loading full text...

Full text loading...

/deliver/fulltext/eurosurveillance/9/12/art00497-pt.htm?itemId=/content/10.2807/esm.09.12.00497-pt&mimeType=html&fmt=ahah
Comment has been disabled for this content
Submit comment
Close
Comment moderation successfully completed
This is a required field
Please enter a valid email address
Approval was a Success
Invalid data
An Error Occurred
Approval was partially successful, following selected items could not be processed due to error