1887
Outbreak report Open Access
Like 0
This item has no PDF Download

Abstract

Na primavera de 2005, dez casos de listeriose foram declarados numa região (150 000 habitantes) do nordoeste da Suiça durante um periodo de oito semanas. Eram oito pacientes imunodeprimidos com bacteriemia (três óbitos) e duas mulheres grávidas que tiveram um abôrto séptico. Todos os casos eram devidos ao serotipo 1/2a, com um dos dois pulsotipos identificados por electroforese em campo pulsado (PFGE). As entrevistas com os pacientes revelaram rápidamente que um queijo tenro chamado “tomme”, fabricado e distribuido localmente, era a fonte alimentar implicada no surto. L. monocytogenes sv 1/2a do mesmo pulsotipo foi identificado nas amostras desse queijo, como também na manteiga fabricada na mesma leitaria, em quantidades de 1000-10 000 e 10-100 ufc/g, respectivamente. A interrupção imediata da produção, a retirada do queijo do mercado e uma alerta pública, extinguiram o surto . O facto desse queijo contaminado ser distribuido numa área limitada, e a colaboração dos médicos locais, dos microbiólogos médicos e dos servicios sanitarios alimentares contribuiram ao sucesso e à rapidez da investigação. Este pequeno surto de listeriose sublinhou a importância de um sistema de vigilância baseada nos laboratorios com um tipificação rápida, e da colaboração entre médicos e microbiólogos.

Loading

Article metrics loading...

/content/10.2807/esm.11.06.00633-pt
2006-06-01
2017-11-23
http://instance.metastore.ingenta.com/content/10.2807/esm.11.06.00633-pt
Loading
Loading full text...

Full text loading...

/deliver/fulltext/eurosurveillance/11/6/art00633-pt.htm?itemId=/content/10.2807/esm.11.06.00633-pt&mimeType=html&fmt=ahah
Comment has been disabled for this content
Submit comment
Close
Comment moderation successfully completed
This is a required field
Please enter a valid email address
Approval was a Success
Invalid data
An Error Occurred
Approval was partially successful, following selected items could not be processed due to error